17 de abril de 2020

Fotodepilação em pele negra não funciona: mito ou verdade?

fotodepilação em pele negra funciona?

Um assunto que sempre gera muitas dúvidas entre as mulheres é em relação a fotodepilação em pele negra. Afinal, o procedimento funciona nesses casos? O que é avaliado para identificar se a sessão terá os resultados esperados ou não? 

Vamos esclarecer algumas dúvidas sobre fotodepilação em pele negra e sobre o procedimento em geral. Continue a leitura e descubra. 

Fotodepilação em pele negra funciona ou não? 

Para que se tenha bons resultados com o procedimento de depilação é preciso que haja contraste entre a cor dos pelos e a tonalidade da pele. Quanto maior for esse contraste, mais positivos serão os resultados. 

Portanto, a fotodepilação em pele negra provavelmente não vai gerar os resultados esperados. O mesmo acontece também com os pelos muito claros. 

A fotodepilação em pele negra pode não funcionar também pois a luz do aparelho pode confundir a melanina da pele com a dos pelos, o que poderia causar manchas. E, se o pelo for muito claro, o aparelho terá dificuldade em identificar os pelos, devido a falta de melanina. 

Como funciona a fotodepilação? 

A fotodepilação é um método não invasivo de remoção de pelos através da utilização de uma luz policromática  com vários cumprimentos de onda. Para realização do tratamento são utilizados equipamentos de Luz Intensa Pulsada (LIP).

O sistema emite ondas de luz que são absorvidas pela melanina dos pelos, transformando-se em calor e acabando com seu crescimento em poucas sessões.

O equipamento de fotodepilação do Pello Menos tem registro na ANVISA. Ele é detentor de uma tecnologia de última geração com sistema integrado de refrigeração “Plus Cold”, cuja finalidade é direcionar o calor somente ao folículo piloso oferecendo uma sensação de conforto á pele.

Como o pelo é eliminado?

O sistema emite ondas de luz que são absorvidas pela melanina dos pelos transformando-se em calor e acabando com seu crescimento em poucas sessões. Com a Fotodepilação o pelo da área exposta à ação da IPL cairá gradativamente até 3 semanas seguintes a cada sessão.

A fotodepilação dói? 

Não é um tratamento doloroso, mas isso é muito relativo e vai depender de pessoa para pessoa. Entretanto, na maioria dos casos, o equipamento utilizado na fotodepilação conta com um sistema de resfriamento sub-zero. Este, oferece um maior conforto para a pessoa durante o procedimento. 

Clique aqui e tire outras dúvidas sobre o procedimento de fotodepilação. No texto você vai descobrir se o procedimento ajuda a clarear a pele, quantas sessões são necessárias para começar a ver resultados e muito mais. 

Como funciona no Pello Menos o processo de remoção de pelos por IPL?

Começamos orientando a cliente no preenchimento de um questionário para conhecermos seus hábitos. Além de sua rotina de cuidados com a pele, sua relação com a exposição solar e por fim determinar seu fototipo. 

Em seguida reforçamos as informações importantes dos cuidados necessários pré e pós sessão. E então entregamos para a cliente uma relação de cuidados que deverão ser seguidos.

Após tirarmos todas as dúvidas da cliente, solicitamos que a mesma autorize o início das sessões da remoção do pelo, assinando um termo de autorização. E, antes de darmos início a sessão, avaliamos a área a ser fotodepilada e submetemos a cliente a um teste de prova para apurarmos sua sensibilidade.

Indicações e contraindicações da fotodepilação

Indicação: a Fotodepilação é indicada para eliminação duradoura e eficiente dos pelos indesejáveis.

Contraindicação: Grande parte da população está apta a usar a IPL (Luz Intensa Pulsada) para remoção de pelos indesejáveis. 

No entanto, existem contra-indicações, como no caso da fotodepilação em pele negra. Em alguns casos o método não é aconselhável, podendo a cliente recorrer então aos serviços de depilação com cera. Fazem parte desse grupo: 

  • Pele bronzeada;
  • Gravidez e Lactante;
  • Usuários de medicamentos fotossensíveis;
  • Patologias auto-imunes;