26 de junho de 2020

Depilação definitiva: conheça os tipos e entenda como funciona

depilação definitiva

Os procedimentos de depilação definitiva caíram nas graças das mulheres e já são alguns dos mais buscados nos institutos de estética do país. Mas afinal, você sabe como funciona esse método de depilação? 

No texto a seguir vamos esclarecer as principais dúvidas sobre a depilação definitiva, como por exemplo: 

  • Quais são os tipos de depilação definitiva? 
  • Como funciona a eliminação do pelo nesse tipo de procedimento? 
  • Os prós e contras da depilação definitiva
  • É um procedimento dolorido? 
  • Quantas sessões são necessárias para alcançar o resultado desejado? 

Então continue a leitura e descubra tudo o que você precisa saber sobre o tema. 

Tipos de depilação definitiva

Nos últimos anos aumentou-se consideravelmente a busca por procedimentos que prometem a eliminação definitiva dos pelos do corpo e rosto. Afinal, quem não quer ficar livre dos indesejados pelos para sempre, não é verdade? 

Atualmente existem dois tipos de depilação definitiva no mercado brasileiro: a depilação a laser e a fotodepilação. 

O ponto mais importante a destacar é que, não existe um método que fará com que os pelos parem de crescer para sempre. Portanto, não se engane com falsas promessas. 

O que acontecerá na depilação definitiva é um retardamento do nascimento do fio. Ou seja, ele vai demorar um tempo maior para voltar a crescer. Porém, ainda será necessário realizar procedimentos de manutenção de tempos em tempos. 

Como funciona a eliminação dos pelos neste tipo de procedimento? 

No procedimento de fotodepilação é utilizado um aparelho de Luz Intensa Pulsada, que através da emissão de pulsos de luz com geração de calor, vai enfraquecer os pelos. 

Logo, durante a sessão acontece a cauterização progressiva das células que produzem os pelos. Ou seja, os pulsos de luz do aparelho vão atuar nas células germinativas do pelo, impedindo que eles iniciam a fase de crescimento. 

Já na depilação a laser, a eliminação dos pelos é promovida através de disparos de laser, que é atraída pelo pigmento escuro. Este por sua vez age como um condutor, responsável por levar o calor até a matriz do pelo, e com isso causando um dano permanente no folículo. 

A depilação definitiva funciona em peles negras? 

As peles negras geralmente não alcançam resultados satisfatórios com os procedimentos de depilação definitiva. O motivo é que, em ambos os métodos citados acima, é preciso que haja contraste entre a cor dos pelos e a tonalidade da pele.

A tecnologia utilizada nos aparelhos foi criada para “atacar” os pigmentos marrons do corpo. Logo, a luz do equipamento pode confundir a melanina da pele com a dos pelos, o que pode causar manchas na pele. 

Além disso, o aparelho também terá dificuldade em identificar os pelos muito claros, de pessoas de pele branca.

Os prós e contras da depilação definitiva

O principal benefício desse tipo de depilação é com certeza o prolongamento dos resultados do procedimento. Ao passar por esse tipo de procedimento, as mulheres não precisam mais se depilar com a mesma frequência de antes. 

Em muitos casos, é possível ficar até seis meses sem pelo algum no corpo. Após esse período será necessário apenas realizar manutenções, que podem acontecer em períodos cada vez mais espaçados. 

O ponto negativo é o fato de que nem todo mulher pode passar por esse tipo de procedimento. São contra-indicadas ao serviço os seguintes grupos: 

  • Pele bronzeada;
  • Gravidez e Lactante;
  • Usuários de medicamentos fotossensíveis;
  • Patologias auto-imunes;

É um procedimento dolorido? 

Essa é uma questão muito relativa, e vai depender muito de acordo com a sensibilidade da pele de cada uma. 

Porém, é comum que a depilação definitiva cause certo incômodo durante a sessão, uma vez que é utilizado uma tecnologia agressiva para queimar o fio. 

Esse incômodo geralmente costuma ser maior na depilação a laser do que na fotodepilação. Isso acontece pois a ponta do LIP, equipamento utilizado na fotodepilação, é congelada, o que diminui o incômodo do contato da luz com a pele. 

Quantas sessões são necessárias para alcançar o resultado desejado? 

O número de sessões vai depender muito do modo como cada organismo reagirá ao procedimento. Afinal, existem uma série de questões que podem influenciar nos resultados, como por exemplo, a quantidade de melanina presente, questões hormonais etc. 

Geralmente, em ambos os casos de depilação definitiva, é necessário uma média de 6 a 10 sessões para que sejam alcançados melhores resultados. Após este período será necessário apenas realizar manutenções de tempos em tempos, que podem ser de 3 até 6 meses. 

Fotodepilação no Pello Menos 

O Pello Menos conta com o serviço de fotodepilação em suas unidades, e este pode ser aplicado em qualquer uma das seguintes regiões do corpo e rosto:  1/2 Perna; Abdômen; Ânus; Axila; Buço; Faixa; Perna Inteira; Queixo e Virilha.

Ao contratar o serviço nossa equipe solicita que a cliente a preencha um questionário para conhecermos seus hábitos, sua rotina de cuidados diários com a pele, sua relação com a exposição solar e por fim determinar seu fototipo. 

Em seguida, reforçamos as informações importantes dos cuidados necessários pré e pós sessão e entregamos à cliente uma relação de cuidados que deverão ser seguidos.

Após tirarmos todas as dúvidas da cliente, solicitamos que a mesma autorize o início da sessão de remoção do pelo, assinando um termo de autorização. E antes de darmos início a sessão, avaliamos a área a ser fotodepilada e submetemos a cliente a um teste de prova para apurarmos sua sensibilidade.