14 de junho de 2019

Foliculite: qual o melhor tratamento para os pelos inflamados?

foliculite

Você provavelmente já ouviu falar em foliculite e talvez tenha sofrido, pelo menos uma vez na vida, com a inflamação dos pelos e com a vermelhidão no corpo causada por ela. Esse problema é muito comum e, por isso, este artigo traz, a seguir, alguns esclarecimentos sobre o assunto. Como tratar da foliculite? Ou então, como evitá-la? Continue a leitura e veja essas e outras informações.

 

O que é foliculite?

 

Para entender o que é foliculite, é preciso entender o que significa folículos pilosos. Trata-se de estruturas dérmicas que têm como função a produção de pelos. Por isso, elas estão espalhadas por quase todas as partes do corpo. São nos folículos pilosos que acontece a foliculite.

Por meio de bactérias, geralmente a do tipo Staphylococcus, os folículos são infectados, causando a irritação da pele. Mas o problema também pode ser decorrente de vírus ou então de pelos encravados. O aspecto de uma pele infectada por foliculite são alguns pontos avermelhados, semelhantes à uma espinha.

Ela pode ser classificada de duas formas: superficial ou profunda. A classificação depende do nível de inflamação. A foliculite superficial é aquela que afeta a parte superior do folículo piloso. Já a foliculite profunda é um caso mais raro. É quando o grau da foliculite superficial está avançado, podendo ocasionar complicações mais graves como furúnculo.

 

Foliculite: como tratar

 

Logo acima falamos sobre os níveis da foliculite. O fato é que eles influenciam diretamente no tratamento do problema. Isto é, o tratamento é definido após a identificação do estágio da foliculite. Dessa forma, a receita médica depende da intensidade do problema. O tratamento pode ser por meio de antibiótico, loções para aliviar sintomas como coceira, além de cuidados caseiros, como evitar raspar a área.

Para o tratamento, é recomendado consultar uma dermatologista. A profissional, ao identificar o estágio da foliculite, vai definir a melhor solução.

 

Como prevenir a foliculite

 

foliculite

 

Melhor do que remediar, é prevenir o aparecimento do problema. Para isso, siga as dicas citadas a seguir:

 

  1. Esfoliação: No ranking das pequenas atitudes que ajudam a evitar a inflamação dos pelos, a esfoliação aparece no topo. Esse processo afina a camada mais superficial da pele e contribui com a redução de células mortas. Além disso, a esfoliação deixa sua pele mais macia, proporcionando uma depilação mais efetiva. Vale lembrar que pessoas com a pele sensível devem tomar cuidado e, até mesmo, procurar outra forma de prevenção.
  2. Exposição ao sol: O suor excessivo é um dos causadores do encravamento dos pelos. Sendo assim, a exposição ao sol deve ser evitada, uma vez que causa a transpiração.
  3. Banho com água quente: Sempre que der, tome banho quente momentos antes da depilação. Isso porque a temperatura mais elevada contribui com a dilatação dos poros, fazendo com que a remoção dos pelos seja mais fácil.

Encontre uma unidade Pello Menos

Nós sempre falamos por aqui sobre a importância de realizar procedimentos com profissionais qualificados. O Pello Menos está no mercado há 23 anos garantindo excelência e qualidade em todos os serviços. Clique aqui e encontre a unidade mais próxima de você.